...Um pouco adiante, camuflado em meio à mata nativa, próximo a um pequeno barranco, o Volkswagen Brasilia. A velha e boa Brasa Mora. Aí que lá pelas tantas começamos a conversar sobre Erik o Viking, mais precisamente sobre a cena em que ele e o restante da horda de bárbaros pilham um vilarejo e Erik, acidentalmente, mata uma mulher pela qual se apaixonara à primeira vista, durante uma das tantas aventuras da expedição Viking pelo mar do Norte em busca da Trombeta Ressonante. Falávamos de forma entusiástica sobre o filme quando alguém teve a ideia de, motivado pela imemorial selvageria nórdica, imaginar como poderíamos realizar um assalto sangrento no sítio que avistávamos lá embaixo, na tranquilidade do vale onde o cantar de pássaros e o mugido manhoso de alguns ruminantes criava uma atmosfera bastante bucólica.
Nós, os bandidões facínoras que cometeriam uma série de crimes contra indefesos camponeses. Foi isso que imaginamos, em poderosa e bradada narrativa oral, repleta de detalhes e maluquices. Um misto de roteiro de suspense escrito a três mãos com táticas desesperadas de ataque e guerrilha vietnamita. O que poderia se esperar disso? Bueno, era pra ser apenas uma brincadeira, uma viagem qualquer. Putz, e que viagem!

15 comentários:

On The Rocks disse...

hey man,

vou aguardar a continuação dessa história. espero que não demore.

abs

Renatinha disse...

Brincadeira de meninos grandes...

Marcia Barbieri disse...

aguçou minha curiosidade, essas perversidades humanas...

beijos

Biduvurs disse...

vocês mal podem esperar... huahuahua !!!

TAHIS disse...

...instinto selvagem...estou curiosa para o próximo capítulo...
Que bom que voltou !
Bjs

Marcia Diehl disse...

ai, pobre erik!!!!
fui às lágrimas, my dear ama!!! :D

Quinhos disse...

Tá mas e aÍ?
Abraço

Maria disse...

continuarei...

A Senhora disse...

Puxa! A continuação! :)

Beijos

R. Paschoal disse...

Quem não pensa em perversidades, de vez em quando, que atire a primeira pedra numa criança pirracenta!

rs rs

Abração!

R.

Adriana Godoy disse...

Ei, Luciano. Tava com saudade. Gostei dessa história meio cruel e inusitada, quero a continuação depressa, heim? beijo.

R@mon_Vitor disse...

Hum interessante.
Quero a continuação. Agora de preferência. XD

Luciano disse...

Legal receber todos esses comentários. Vamos ver o que rola nessa continuação.
Abração a todos.

Ricardo Valente disse...

Claro que continua, ué!

MERGULHANDO NAS PALAVRAS disse...

Uau que inusitado! Quero a continuação! Mto booom!