Feito fera

Meu coração segue veloz por uma estrada vazia. Um andarilho, em desatino, que grita e conhece a dor.
Iblis, o último anjo decaído, dizia que somente os não invictos a ela sabem fazer rimas perfeitas sobre o amor.
Meu coração continua. Quantas vezes ele erra. Caminha entre as sombras, rastro de luz. E vai, feito fera, dilacerando a própria ferida...
Luc.
(livre adaptação à Canção do Abutre, de Hique Gomez)

16 comentários:

Luna Sanchez disse...

Luciano,

O coração pode lembrar disso, pode até querer, de verdade, por alguns instantes...mas quem disse que consegue?

Beijo,

ℓυηα

Tahis disse...

Luciano
Que belo texto.Continue nos presenteando com coisas lindas assim!!!
"Quantas vezes ele erra. Caminha entre as sombras, rastro de luz."
Adorei.
Bj

jujuba* disse...

é dificil entender que 'devemos viver só'

Luciano disse...

Luna, pois então: cada coração uma sentença. Abraço menina. Seja sempre bem-vinda.

Tahis. Tuas leituras sempre tão generosas. Grato amigona.

Jujuba, viver só é uma arte. Só enquanto humano, desperto, lúcido e indivíduo único. Solitário, nunca. Rsrsrsrs, mais ou menos por aí!. Abração.

A Senhora disse...

É... Quantas vezes ele pisa na bola, tarde demais para consertar as coisas, a não ser lamber as proprias feridas... e torcer que o dano do outro não tenha sido pior. :)

bjs

[ rod ] disse...

Hei de enumerar razões para o mal coração... mas ao certo pecarei em dizer verdades tão infâmias.

O amor que o possui dilacera-o sem meus votos de sim ou não.

Isto me rende um post...


Abçs meu caro,




Novo dogMa:
númeRo...


dogMas...
dos atos, fatos e mitos...

http://do-gmas.blogspot.com/

Adriana Godoy disse...

meu coração me trouxe até aqui e encontrou esse que dilacera. adorei, Luciano. Beijo.

maria disse...

por mais que doa, por mais que erre,sempre continua...

Rose disse...

Lindo, Luciano! E seguimos amando, o que é ainda mais belo e maravilhoso, ainda que a dor nos dilacere.

Luciano disse...

Senhora, ah senhora, e torcer para que a dor do outro não seja ainda maior e assim vamos, dilacerando as feridas.

Fica a ideia para um pot Rod, meu velho. Abração.

Drika. Coração é guia e guia. Bjs querida.

Maria, ele continua e segue veloz. Abração menina.

Rose,ainda que dilacere, amar é sempre tão bom.

Renatinha disse...

O coração erra... berra de dor. Mas mesmo assim, sabe o que faz... por isso continua...

Patrícia Coelho disse...

Denso e lindo. Dá até para sentir o que descreves.

Beijos, querido.

Boo disse...

meu coração tirou férias. continuo sentindo e indo mas agora é com a pele, a mente e a alma; coração demais por vezes só atrapalha.

maria disse...

o meu coração?... todo errado.

Luciano disse...

Pois então Renata, êta coração que não quer parar. Bjs amiga.

Patrícia, sempe sensível e generosa. Abraço querida.

Boo, adoro esse teu coração de menina.

Maria, amiga blogueira. Não é só o teu. Ainda bem!!!

MERGULHANDO NAS PALAVRAS disse...

Encantada aqui...