O céu, a noite, o mar e eles dois

A primeira vez que fizeram amor, estavam levemente embriagados. Era noite, foi entre os cômoros ainda quentes pelo sol do final de uma tarde de primavera, na segunda metade dos anos 90, do século XX. O som das vagas que quebravam à beira mar embalava, fazia brincarem os corpos ávidos de prazer. Tinham como testemunha a lua, em fase crescente, absolutamente cúmplice daquilo tudo. Acima deles, Orion resplandecia concupiscente. O gigante salpicado em estrelas lhes protegia e lhes abençoava. Sentiram-se seguros, libertos, completos, iluminados.
- Olhe dentro dos meus olhos ela pediu, para em seguida lhe beijar nos lábios, enquanto sorria, toda assanhada.


Texto: Luciano.
Imagem: Livre adaptação para uma obra de Vicktor.

39 comentários:

Lu Dantas disse...

Oi, Luciano. Vim retribuir e agradecer a visita. Gostei do texto.

Beijo

Luna Sanchez disse...

Rs

Acho que uma noite de lua, na praia, já povoou, povoa ou ainda povoará a mente e os desejos de quase todo mundo...tem um misto de romantismo com transgressão, poesia com liberdade. Muito bom!

Um beijo, Luciano. Sempre um prazer te ler e te receber lá no blog.

ℓυηα

Sentimental ♥ disse...

ah, deve ser muito delícia ouvir as ondas quebrando, os corpos batendo e o suor escorrendo...
bjs

.lucas guedes disse...

massa este texto. abraços!

Carmem Salazar disse...

bonito, Luc. lembra um pouco, os contos da Thania Klycia,não?

beijos, querido.

Beth disse...

Amei.....

A Senhora disse...

Gostei quando ela quebra todo o lírico da cena com o "toda assanhada". O resto eu imaginei, puro divertimento! :)

bjs, menino

Tahis disse...

"Sentiram-se seguros, libertos, completos, iluminados."
Lindo texto meu amigo,parabéns :)

Francisco disse...

Este texto "tem vida".
Ele diz o que muitas pessoas já sentiram,e jamais esquecem.

Até dá saudade...!Rsrsrs
Um abração.

Marcia Barbieri disse...

O seu texto tem uma mistura instigante de clássico,contemporâneo e irônico.Meu parabéns sempre.

beijos

Adriana Godoy disse...

Que lindeza, Luciano. A gente viaja em suas palavras e se encanta definitivamente. Beijo.

C. disse...

Bonito e sensual o seu poema, de uma sensualidade lírica!

Espero nasça uma amizade, desta nossa troca de imaginação e sede pelas palavras.

Agradeço a parte que me toca, mas a ´mala` maior fui eu, por ter escrito das outras hoho

maria disse...

Toda assanhada... e por que não?
...o problema é só a areia, hehehe

Nobre Epígono disse...

Um dia pretendo fazer amor na praia. Nunca tentei. Aqui no meu estado, têm praias que me proporcionam todo climax.

Belo texto.

Obrigado por sua visita em meu blog e comentário. Que bom que sentiu-se bem.

Um abraço!

[ rod ] disse...

Céu estrelado e um amor a consumir. Sei bem como que é isso... perfeito.

Abçs meu caro,







Novo dogMa:
sanCiono...


dogMas...
dos atos, fatos e mitos...

http://do-gmas.blogspot.com/

Quinhos disse...

Tt 'tá ficando bom hein meuu velho?
Abraço

Luciano disse...

Dantas, fico feliz com a tua visita e digo que é sempre legal visitar e ler os teus escritos. Abração.

Luna, pois então menina. Imagem que povoa o imaginário romântico. Bj.

Sentimenta, delícia total. Tudo de bom. :)

Lucas, bem vindo ao blog. Volte sempre parceiro. Abraço.

Carmem. Coisa boa te ver por aqui. Ainda não conheço a Thania Klycia, mas vou conferir de perto. Abraço de arte amiga.

Senhora, entonces, divertir é o proposito. Legal que tenhas gostado e imaginado o resto. Bj querida.

Tahis, amiga querida. Teus comentários sempre pra cima. Me faze querer escrever mais e melhor. Beijos.

Francisco, se deu saudades, é porque foi bom, Rsrsrsrs. Abração parceiro. Teus textos tb sempre muito tris de serem lidos.

Marcia, receber um elogio desses, de uma escritora a quem eu prezo muito, me deixa todo prosa aqui. Assim vou ficar me achando, hehehe. Abração.

Drika, querida. Poder partilhar dessa viagem com leitores especiais como vc é muito, muito bom. Bj menina.

C. Espero sim que uma boa amizade blogueira esteja nescendo aqui. Seja muito bem vinda. O blog está de portas e janelas abertas.

e porque não, Maria. Quanto a areia, nada que roupas que não estão sendo usadas no momento, bem dispostas, não possam resolver. Bj.

Nobre. Valeu pela visita e comentário. Achei teu blog muito legal. Volte sempre meu velho, estamos aí!

Rod. Então tchê, em sabendo bem o que é isso, relembrou e curtiu. Já valeu a escrita. Abração.

Grande Quinhos. Tudo na paz? Legal contar com o comentário do amigo. Me lembrei de uma história do Bidungas, que curtiu uma noite dessas lá pros lados de Imbé. O problema foram as assaduras nas virilhas, no dia seguinte. Hehehee, abração.

Rose disse...

Oi, Luciano

Lindo, apaixonante. Me fez lembrar de um amor, daqueles de adolescência, em um verão de Tramandaí. O texto foi um presente, sem dúvida. Bateu até uma saudade. Beijão

Fabi disse...

Tenho gostado de vir aqui tanto quanto gosto de gergelim... Beijos

Renatinha disse...

Huuuuuummmmmmm....

Luciano Pfeifer disse...

A velha máxima do "relembrar é viver". Que bom trazer as saudades de um amor adolescente, Rose. Adorei o comentário. Bj amiga querida.

Fabi. Obrigado pela visita. Venha sempre. O gergelim é assim mesmo. Bom de comer quando em sementes e de devorar, enquanto leitura. Abração.

Renata. Esse huuuuuummmmmmm.... é de quem já deve ter vivido algo assim também. Né?

Senac disse...

Olha dentro dos meus olhos - ela pediu....

adoro essa parte...

bjs

On The Rocks disse...

rs - legal.

pô, tem sem internet em casa.

é foda!

abs

R@mon_Vitor disse...

" Enquanto sorria toda assanhada"
Eu ri.
auhau

Parabéns.
XD

On The Rocks disse...

massa!

[ rod ] disse...

Por onde andas meu caro...

Vim te convidar.





A saga dos 12 textos já começou... Venha conferir no dogMas, diariamente, de 01 a 12 de julho em comemoração ao meu aniversário.


dogMas...
dos atos, fatos e mitos...

http://do-gmas.blogspot.com/

Renatinha disse...

Cadê você tchê?

Renatinha disse...

Ou melhor... onde te enfiastes este tempo todo tchê?

Anne Baylor disse...

bacanérrimo.
Um charme sensual.

BjuS>


=]

On The Rocks disse...

luciano,

pra você que gosta de listas, dá um pulo no on the rocks e veja minhas dicas.

abs

Luciano Pfeifer disse...

Senac, também curto aquela parte. Sempre os imagino um olhando nos olhos do outro.

Pois é Ramon, nada como o sorriso de uma gata toda assanhada para alegrar

Rod, ando bem ocupado, mas produzindo sempre, e isso é bom... Vou dar um confere nos teus escritos. Sempre muito bom.

Rê, minha próxima postagem vai falar do meu sumiço. As respostas estarão lá. Sei que vais entender. Bj menina.

Anne, que bom que vc gostou. Valeu menina.

Tarcísio, meu camarada. Vou dar um confere lá. Listas são sempre muito boas de se conferir e comparar.
Abração meu velho.

Thania Klycia disse...

Eu tava navegando pela net, achei um comentario q fazia uma alusao aos meus contos. Realmente, lembra mesmo. Um abraço.

Favorita disse...

lindo, cheio de poesia, mas olha, kkkk, cômoros de areia me dão arrepios. Areia só nos pes, rss.
mas uma gracinha. beijos ZE

YEDA disse...

Um dia,quem sabe?? Quero viver um momento como esse, descrito tão lindamente por você.
Imaginação fluindo, fluindo...
Bjus

Anônimo disse...

:)

Susely disse...

Belíssimo contexto, dá pra viajar neste cenário... simplesmente amei!
bjkas
Suse

maria teresa disse...

que delicia ler esse texto...
me faz lembrar as deliciosas tardes regadas de amor e desejos
obrigada por me fazer sentir e lembrar .
é um sentimento só meu , mas me fez lembrar , obrigada

Tania disse...

Um olhar diz tudo...mar...lua...areia...romantismo total... Adorei. Bjs

MERGULHANDO NAS PALAVRAS disse...

Me identifiquei total! hehe